Português | English

ONC Produções

Músicos

Prazak Quartet

Apresentação

O Quartet Prazak, foi criado, como acontece frequentemente com os ensembles da Boémia, durante os estudos dos seus vários membros no Conservatório de Praga (1974-78).

Em 1978, o Quarteto ganha o Primeiro Prémio do Concurso Internacional de Evian e no ano seguinte, o Prémio do Festival da Primavera de Praga. Os músicos decidem, então, dedicar-se totalmente à carreira do Quarteto. Trabalham na Academia de Praga (AMU) na classe do Prof. Antonín Kohout, o violoncelista do Quarteto Smetana, em seguida com o Quarteto Vlach, e mais tarde, na Universidade de Cincinnati, com Walter Levine, o líder do Quarteto LaSalle. Seguiram portanto os passos dos ensembles que admiravam desejando familiarizarem-se com o repertório moderno, particularmente com a 2.ª Escola de Viena.

Hoje, os "Prazak" impuseram-se em todo o repertório da Europa Central, desde as obras de Schönberg, Berg, Zemlinski e Webern que programam para as suas tournées europeias (em particular na Alemanha), aos quartetos da 1.ª Escola de Viena, a de Haydn, Mozart, Beethoven e Schubert, às obras da Boémia-Moravia, do passado e do presente, às obras de Dvorák, Smetana, Suk, Novák, Janácek, Martinu, Schulhoff...assim como a obras de compositores contemporâneos que analisam à luz da sua experiência do repertório internacional, de Haydn a Webern.

Em 1986, o violoncelista Michal Kanka sucedeu a Joseph Prazák. Na sequência do seu contrato de exclusividade com a editora PRAGA DIGITALS tornaram-se conhecidos no plano mundial e foram definitivamente elevados ao primeiro plano dos ensembles internacionais, à semelhança dos seus antecessores americanos (Juilliard e La Salle) e europeus (Alban Berg Quartett). Realizaram uma integral dos Quartetos de Beethoven (2000-2004), que os fez serem reconhecidos como um dos ensembles mais homogéneos da actualidade. A sua interpretação empenhada e virtuosa trouxe-lhes a unanimidade da crítica especializada.